Blog

30 de abril de 2020

A importância do monitoramento de energia durante a quarentena

No mês de março, com o início do isolamento social, muitas empresas foram afetadas pelas medidas impostas, seja pela necessidade de fecharem as portas temporariamente, se adaptarem a novos modelos de negócio ou alterarem horários de funcionamento pensando no bem-estar dos colaboradores.

Como comentamos anteriormente, em momentos como este o controle de custos passa a ser ainda mais relevante e a transformação digital pode apoiar nesse sentido. Neste post abordaremos a importância das soluções digitais de gestão de energia usando exemplos reais de comportamento do consumo de algumas unidades que utilizam nossa solução EasyEnergy.

 

O que é gestão de energia?

Gestão de energia consiste na prática da medição e análise de como uma unidade consome energia. Com as informações em mãos é possível definir quais ações podem ser tomadas para melhorar o uso da energia, buscando a redução do consumo e custos, seja por ações de racionamento de energia (restrição no horário de funcionamento dos sistemas) ou ações de eficiência energética (melhor uso da energia).

O setor de gestão de energia tem investido fortemente em soluções SaaS (Software as a Service), mas independente disso, um bom sistema de gestão de energia não foge à regra: medição de consumo e outras variáveis de forma remota e uma plataforma online amigável que facilite as análises e tomada de decisão dos gestores de energia ou manutenção.

 

Por que acompanhar agora?

O principal impacto para o comércio é sem dúvida o fechamento das lojas. Em um cenário ideal, o fechamento da loja implicaria consumo zero de energia e, consequentemente, uma fatura de energia do mês também zerada. Mas no mundo real não é bem assim.

Os consumidores do grupo B – Baixa Tensão – pagam, mesmo sem consumo nenhum no mês, o custo de disponibilidade, previsto pela Resolução 414 / 2010 da ANEEL, que tem o objetivo de garantir a disponibilidade do fornecimento de energia e manutenção da rede de distribuição. O custo é equivalente a tarifa vigente aplicada ao valor de 100 kWh, para sistemas trifásicos.

Para unidades do grupo A – Média Tensão – a demanda contratada ainda é paga, juntamente com impostos (PIS, COFINS, ICMS) e a contribuição de iluminação pública (COSIP).

Sendo assim, percebemos que dificilmente conseguiremos zerar o consumo com o fechamento das unidades. No gráfico abaixo do mês de março podemos ver a queda acentuada no consumo de energia de uma loja varejista. Conseguimos observar também a principal vantagem da medição remota neste momento: o consumo passivo.

O consumo passivo é o valor remanescente de consumo, e se refere aos itens consumidores de energia que não podem ser desligados mesmo com a unidade fechada ou que não foram desligados antes do fechamento por esquecimento. Alguns exemplos de consumidores passivos são os itens plugados em tomadas – como computadores ou geladeiras, de mostruários ou da própria unidade –, sistemas de ar condicionado que não foram desligados, sistema de alarme ou até letreiros de lojas.

Este consumo pode variar de unidade para unidade, conforme o gráfico abaixo, e uma boa estratégia de gestão de energia pode ser dimensionar os consumidores passivos para que a unidade atenda ao consumo mínimo faturável de 100 kWh /mês, o que evitaria custos desnecessários com energia elétrica enquanto o negócio não está em operação.

A solução EasyEnergy da GreenYellow vai ainda mais longe, pois pode gerar alertas caso uma unidade passe um valor determinado de consumo, permitindo que o gestor possa atuar rapidamente na correção do consumo passivo. Com a ajuda da solução, apoiamos um de nossos clientes na análise de suas unidades e verificamos um potencial de R$ 60.000,00 a ser evitado com a correção dos consumos passivos.

 

O que mais posso fazer com as informações monitoradas?

Aproveite o momento em que os times de manutenção não podem estar na rua para analisar o consumo histórico de suas unidades. Soluções de gestão de energia permitem comparar unidades simultaneamente a fim de identificar os desvios e definir referências de consumo ideais a serem seguidas. No gráfico abaixo mostramos 5 unidades de uma rede que possuem diferentes consumos passivos, ainda que tenham um perfil semelhante – mesma região e mesma área em m2.

Por que isso ocorre?  A pergunta que vale aqui é: por que duas unidades de mesmo tamanho e na mesma região possuem consumos passivos tão diferentes? Mesmo remotamente a solução te ajuda a responder este e outros questionamentos.

Como muitas unidades alteraram seu horário de funcionamento, não esqueça também de adaptar automações horárias atuais – principalmente na iluminação e ar condicionado. Com a solução é possível verificar com clareza quais os parâmetros de horário a serem atualizados.

Por fim, o #FiqueemCasa é muito importante neste período e o monitoramento online permite analisar o consumo sem a necessidade de ir até o local para coleta dos dados do relógio medidor da concessionária e muito menos esperar a conta chegar.

Quer saber mais? Fale com a gente ou conheça aqui a solução EasyEnergy GreenYellow para gestão de energia.

Conte conosco para acelerar a sua transição energética!

 

Eficiência Energética, Serviços

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *