Blog

14 de abril de 2020

Iluminação: Mitos e verdades

 

Quando falamos em economia de energia e ações de eficiência energética, a troca da iluminação atual por solução LED é a mais prática e por isso a mais oferecida no mercado. E por mais que tragam muitos benefícios, ainda existem mal-entendidos sobre o seu funcionamento e benefícios que vamos esclarecer agora:

 

  1. As lâmpadas LEDs são mais eficientes do que as outras | VERDADE

Sim, as lâmpadas LEDs são mais eficientes. Em uma lâmpada incandescente comum, cerca de 90% da sua energia gasta (W) se converte em calor, os outros 10% são convertidos em luz. Já o LED, por ser um diodo emissor de luz, possui um rendimento de mais de 80% e o LED de alto rendimento vai além disso.

 

  1. O projeto luminotécnico é sempre necessário | MITO

O projeto luminotécninco é feito quando realizamos um estudo para troca de luminárias, seguindo as normas vigentes e utilizando softwares dedicados para simulação da Iluminância do ambiente. Para a solução de troca de lâmpadas, não é necessária fazer o projeto, pois se trata de um retrofit simples, onde utilizamos a mesma luminária existente e troca um para um – uma lâmpada antiga para outra lâmpada LED. Para a realização de um bom projeto luminotécnico, precisamos conhecer e entender o funcionamento e uso de cada ambiente a ser estudo. Por isso, é importante a realização de visitas em campo para conhecer o espaço e suas características construtivas e de uso.

 

  1. Retrofit de lâmpada LED é mais eficiente | MITO

Os retrofits, ou trocas, de lâmpadas LED, onde você utiliza a mesma luminária trocando apenas a lâmpada, podem ser a forma mais barata, mas não a mais eficiente. Quando você faz um projeto luminotécnico, específico para cada ambiente, respeitando a norma vigente NBR ISSO 8995-1 e utilizando luminárias específicas para cada uso, sua economia de energia tende a ser maior. Mas em compensação, é uma soluçãomais cara por exigir uma complexidade de elaboração de um projeto mais complexo.

 

  1. As lâmpadas LEDs precisam de adaptação nas luminárias | MITO

Existem no mercado LED para retrofit, que se adaptam aos soquetes das lâmpadas comuns como: fluorescentes, incandescentes e halógenas.

 

  1. As lâmpadas LED não esquentam | MITO

O LED não gera calor para o ambiente como acontece com as lâmpadas incandescentes, halógenas, etc. O sistema LED gera sim temperatura térmica durante a conversão da eletricidade em luz, que é dispersado no ambiente, com o auxílio dos dissipares de calor existentes nos produtos em LED. Este é um dos aspectos que contribuem para aumentar sua vida útil.

 

  1. As lâmpadas LED são mais caras do que as comuns | VERDADE

As lâmpadas LED de fato possuem um valor mais elevado, porém o retorno do investimento em economia de energia e em manutenção, compensam a troca. Por isso, é importante consultar empresas que se preocupam em otimizar o projeto luminotécnico de forma a obter o resultado de luminância esperado com o número de lâmpadas correto.

 

  1. As lâmpadas LED queimam | MITO

As lâmpadas LED não queimam! Ela deve durar o tempo de vida útil especificada pelo fabricante e no decorrer desse tempo, o que acontece, é a perda de fluxo do LED. O que pode queimar, são os drives, ou em caso de sobrecarga de tensão e/ou aumento da temperatura do produto, ele pode, sim, queimar. E neste caso, temos um problema na fabricação do produto e não do LED.

 

  1. Todas as marcas de LED são iguais| MITO

Existe diferença sim! O LED ficou conhecido no mercado como eficientes e com isso, acabamos popularizando o produto. Como se trata de um produto novo, ainda não temos normas brasileiras que regulamentam a fabricação das luminárias e de algumas lâmpadas. O Inmetro testa e aprova apenas as lâmpadas para retrofit com driver acoplado à base, os demais produtos não são certificados. Com isso, encontramos vários produtos que não apresentam o resultado prometido pelo fabricante, com luminárias e lâmpadas que não atendem a garantia especificada, com fluxo menor e potência maior apresentada pelo fabricante em seu datasheet. Neste caso, é de suma importância, solicitar ao fabricante, os testes luminotécnicos realizados em laboratório acreditado pelo Inmetro, solicitando os laudos de LM79 e LM 80.

 

 

Eficiência Energética

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *