Blog

7 de junho de 2018

GreenYellow investirá R$ 100 milhões em eficiência e solar em 2018

Empresa do grupo francês Casino faz contratos de desempenho principalmente em redes de varejo e supermercados

A francesa GreenYellow, especializada em contratos de soluções de eficiência energética e de geração solar distribuída, no Brasil desde 2013, pretende ultrapassar os R$ 100 milhões em investimentos próprios no país em 2018. A informação é do diretor-presidente da empresa, Pierre-Yves Morgue, em entrevista à Brasil Energia.

Segundo Morgue, desde setembro de 2014 a empresa – que pertence à mesma holding do Grupo Pão de Açúcar (GPA), o Casino – já investiu R$ 250 milhões em contratos de desempenho em mais de 500 supermercados no Brasil. A maior parte em lojas do GPA (Pão de Açúcar e Extra), que serviram de cartão de visitas para a entrada no Brasil. Pelos contratos, a GreenYellow investe em soluções de iluminação, frio alimentar e ar condicionado, responsabilizando-se pelo monitoramento da eficiência energética durante oito anos, período em que há a amortização do projeto.

Em setembro de 2017, foi fechado o primeiro contrato fora da empresa-irmã, com a rede paulista Lopes Supermercados, para implementar ações de eficiência energética em 30 lojas da rede na região metropolitana de São Paulo e cidades vizinhas. Em modelo de contrato de desempenho, de acordo com Morgue, foram investidos de R$ 300 mil a R$ 500 mil por loja para a troca de luminárias antigas por LED (de 200 a 300 por supermercado), além do fechamento dos balcões horizontais e verticais de frio para alimentos, para evitar perdas, e intervenções na casa de máquinas, com automação e adoção de inversor de frequência para adaptar o resfriamento à nova carga. Nessa etapa, a GreenYellow faz parceria com a Danfoss.

Outra ação de automação nos supermercados, cujas últimas lojas estão sendo finalizadas com o projeto no momento, é usar a temperatura externa, por meio de sensor, como parâmetro para a carga de frio dos balcões frios. “Se está com temperatura elevada, há mais necessidade de ar frio, caso contrário, menos. E isso é feito automaticamente com set-up flutuante”, diz Morgue.

Além disso, por oito anos todas as lojas da Lopes serão monitoradas remotamente na central da GreenYellow, que usa também sistema de gerenciamento da Danfoss e softwares especiais desenvolvidos pelos técnicos da GreenYellow. De acordo com Morgue, os projetos reduziram em 30% o consumo energético da rede.

Segundo Morgue, além da eficiência energética, outra aposta da GreenYellow no país é em implantação de micro e miniusinas fotovoltaicas, também em empresas de varejo e redes de supermercados, sua especialidade. No momento estão em construção seis microusinas nos telhados dos Supermercados Assaí e, em Minas Gerais, uma miniusina de 5 MW que vai atender por compensação a demanda de 80 lojas da Casas Bahia e Ponto Frio.

Presente em sete países, a GreenYellow tem mais de 1.000 projetos de eficiência energética e 120 MWp em geração solar distribuída.

Fonte: Brasil Energia

Sem categoria

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *